Asec-Guarulhos
logo

Associação dos Empresários

de Cumbica

cumbica

HOME < ASECNEWS < Programa Ilhas Verdes versará sobre qualidade de vida

Programa Ilhas Verdes versará sobre qualidade de vida

Guarulhos, 30/06/2009 00:00:00

A secretaria do Meio-Ambiente em parceria com a Universidade de Guarulhos desenvolveu um programa que pretende diminuir a intensidade das ilhas de calor da cidade. A Cidade Industrial Satélite, no Aeroporto Internacional e a região que vai do Centro até o Taboão, são as áreas que mais concentram calor, e portanto, causam mais danos ao ambiente. Segundo o biólogo, Fabio Roberto de Moraes Vieira, Diretor de Parques e Áreas Verdes, a Prefeitura deve liberar, em breve, recursos no valor de R$ 2 milhões, que serão usados na arborização de vias de Cumbica. As empresas daquela região serão incentivadas a implantar mini-bosques e a ter os chamados telhados verdes em suas propriedades, que são jardins suspensos no alto de prédios.

O programa estimula a participação dos empresários na construção dos telhados verdes, já que o efeito de uma árvore no prédio equivale, de acordo com o biólogo, a cinco aparelhos de ar-condicionado ligados por 24 horas. "É um investimento de médio e longo prazo, ou seja, o que o empresário gastar agora certamente irá recuperar mais tarde", completa. 

Na Marginal Baquirivu já foram plantadas 1500 árvores nativas e no cemitério da Vila Rio foram 500 e as principais vias da cidade, como Paulo Faccini e Tiradentes já estão dentro do programa.

As ilhas de calor, fenômeno microclimáticos, além de causar desconforto a população, aumentam a temperatura causando grandes problemas ambientais, e isto vem crescendo gradativamente, devido à interferência do ser humano, ou seja, os causadores deste evento, como asfalto, concreto, telhas, ruas, avenidas e impermeabilização da superfície, contribuem ainda mais para os gases que provocam o efeito estufa.

O grupo de estudos da Universidade de Guarulhos identificou entre as áreas de mata nativa na cidade e as áreas que há somente construções, como por exemplo o Aeroporto, que a temperatura é absurdamente alta, girando em torno de 38ºC, enquanto que na mata da Base Aérea, a apenas 1 km dali, a temperatura em terra era de 28°C. Já na Cidade Satélite de Cumbica, ela voltava a 38°C.

Devido à gravidade desses problemas ambientais, a Secretaria do Meio-Ambiente pretende amenizar o aumento de temperatura causada pelas ilhas de calor. Por isso, áreas verdes na cidade são necessárias para o acréscimo da evapotranspiração e gerando o aumento da umidade do ar, diminuindo a temperatura, o que vai contribuir para uma qualidade de vida melhor à população.

Regiane Balthazar
Jornalista – MTB: 44.022

VEJA TAMBÉM

Um sonho que poderá se tornar realidade

Soltar Balão é Crime

não terá nenhuma sub-habitação nas margens das vias públicas até Julho de 2010

Fone: (11) 2412-6054

Av. Santos Dumont, 1.975
Cumbica - Guarulhos/SP - CEP 07220-000

© 2021 ASEC - Todos os direitos reservados

Mídia KitCom Comunicação ©
logo logo