Asec-Guarulhos
logo

Associação dos Empresários

de Cumbica

cumbica

HOME < ASECNEWS < Empresários de Cumbica continuam a espera do asfalto nas ruas do bairro

Empresários de Cumbica continuam a espera do asfalto nas ruas do bairro

Guarulhos, 02/05/2011 00:00:00

Silas Macedo – Jornal Diário de Guarulhos

A Cidade Satélite de Cumbica, região industrial do município, tem aproximadamente 3.000 empresas instaladas. Destas, 219 são associadas à Associação de Empresários de Cumbica (Asec). Sendo todas elas, de acordo com a associação, responsáveis por 60% do Produto Interno Bruto (PIB) de Guarulhos – apontada como o 2º PIB do estado de São Paulo e 9º PIB do País. A área possui grande fluxo de veículos – responsável pelo transporte de mercadorias para diversas regiões do País; sendo pólo gerador de diversos empregos – e convive com o desafio de vencer a falta de planejamento, diante de ruas e avenidas sem pavimentação asfáltica. Para solucionar o problema, no final de novembro do ano passado, no evento do Anuário da Quem é Quem na Economia de Guarulhos, o prefeito Sebastião Almeida propôs a realização da pavimentação de algumas ruas da região por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2. Com a proposta, o então presidente da Asec, Antônio Marchiori, fez uma contraproposta para que as outras vias da área industrial fossem pavimentadas por meio de uma parceria com empresários da região. Porém, segundo a entidade, passados quatro meses, o acordo de parceria ainda não foi concretizado.

Em entrevista exclusiva ao DG, o atual presidente da Asec, Aarão Ruben de Oliveira, junto do ex-presidente Antônio Marchiori, falaram sobre a falta de pavimentação, a morosidade da operação tapa buraco na região e a demora na concretização da parceria entre empresários e a Prefeitura.

Marchiori afirmou que a manutenção ruim das vias e a má qualidade do serviço prestado, ligado a baixa qualidade do asfalto e também a logística da empresa prestadora de serviço, são agravantes para o problema. “O asfalto deve ser aplicado na via a uma temperatura de 200ºC. A usina de asfalto fica no Cabuçu e devido ao trânsito ou questões logísticas, o material chega ao local em baixa temperatura. Dessa forma, o asfalto não adere à via”, explicou.

Quanto à morosidade, Marchiori disse que os empresários comunicam a Asec sobre um determinado buraco ou trecho sem asfalto e, a instituição, por sua vez, comunica a Prefeitura para resolver o caso. Porém, segundo ele, existem buracos que permanecem por semanas mesmo após o aviso. “A operação tapa buracos acontece, mas não na velocidade que a gente precisa e com a rapidez que os empresários estão acostumados”, disse ele. O ex-presidente afirmou ainda que uma parceria entre empresários e Prefeitura continua a ser a melhor forma de resolver o problema do asfaltamento na região. Mas, ele salienta que é necessário que a parceria realmente aconteça. “Não podemos prospectar a parceria entre os empresários sem que a Prefeitura dê o pontapé inicial”, disse Marchiori.

Já o atual presidente da associação, exemplificou o caso de uma empresa na Rua Concretex que devido a um buraco na porta de entrada, e a demora na solução, teve que mudar seu acesso principal e toda sua logística para dar seguimento às suas atividades. Diante do caso, a Secretaria de Governo confirma que 26 ruas da região de Cumbica serão contempladas com obras de pavimentação por meio do PAC 2, cujo investimento é estimado em R$ 39 milhões. A pasta esclarece que o projeto encontra-se na Caixa Econômica Federal (CEF) para aprovação e, assim que aprovado, a administração municipal irá fazer a licitação para contratação da obra. A secretaria afirma que na região da Cidade Satélite Industrial de Cumbica, a Prefeitura está removendo 559 famílias das Avenidas Projecta, Cumbica e da Rua Ouro Verde de Goiás. Após a conclusão da ação, será feita a pavimentação e drenagem dessas três vias. Destaca ainda que as obras na Avenida Cumbica são fundamentais para a questão da drenagem na região. Além disso, a Prefeitura está levantando informações para a definição das vias que deverão ser beneficiadas através de parceria com empresários. Assim que concluir o levantamento, pretende procurar os empresários para viabilizar o acordo.

O prefeito Sebastião Almeida confirmou a informação, afirmando que pretende estabelecer as parcerias em breve. “Estamos aguardando a liberação dos recursos do PAC 2 e alguns estudos de drenagem para agilizarmos o processo”, afirmou ele. A secretaria esclarece também que o projeto de pavimentação leva em consideração o grande volume de carretas e caminhões que transitam na região.


Regiane Balthazar
Jornalista – MTB: 44.022

VEJA TAMBÉM

Empresários de Cumbica continuam a espera do asfalto nas ruas do bairro

Cidade Satélite aguarda soluções

Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) pode chegar a Guarulhos

Fone: (11) 2412-6054

Av. Santos Dumont, 1.975
Cumbica - Guarulhos/SP - CEP 07220-000

© 2021 ASEC - Todos os direitos reservados

Mídia KitCom Comunicação ©
logo logo